3 de março de 2022 | Briefing Diário

8:00 

Em Chernihiv, na área da empresa estatal “Combinat Astra”, o depósito de petróleo começou a arder depois de ter sido atingido pelo míssil. Isto levou a um incêndio rápido.

09:00

Em Kharkiv os invasores russos continuaram a bombardear o cemitério com mísseis Grad. 15 cemitérios debaixo de bombardeamentos. A informação sobre as vítimas ainda não está disponível. 

11:00 

W nocy rosyjscy bojownicy ostrzeliwali infrastrukturę cywilną rakietami Grad w obwodzie Ługańskim. W À noite, na região de Luhansk os militantes russos bombardearam infraestruturas civis com mísseis Grad. Como resultado, dois habitantes locais morreram. Não há água, aquecimento, e eletricidade na região de Luhansk. Na cidade de Popasna, dois habitantes locais morreram devido a bombardeamentos inimigos e seis ficaram feridos. Quase todos os objetos de infraestruturas foram danificados. Os russos estão a procurar destruir tudo o que tem sido construído nos últimos oito anos. Além disso, as forças de desembarque estão a aproximar-se da cidade de Odessa, nomeadamente 4 grandes embarcações de desembarque. As tropas ucranianas estão prontas a manter a linha. 

13 00 

Os invasores russos capturaram o edifício da administração estatal do distrito de Kherson. No entanto, a sede do controlo distrital continua a trabalhar e a resolver questões urgentes relativas à assistência aos habitantes do distrito. Também houve uma conversa telefónica entre Volodymyr Putin e Emmanuel Macron, durante a qual o primeiro explicou que os objetivos russos na Ucrânia, nomeadamente a desmilitarização e o estatuto de neutralidade, serão alcançados. A conversa durou 90 minutos. Putin declarou que quaisquer tentativas feitas pela Ucrânia para atrasar as negociações forçarão Moscovo a alargar a lista de requisitos.

16 00 

Os combates perto da cidade de Bucha, nos subúrbios de Kyiv, foram levados a cabo durante 4 horas. Os combates decorrem no centro da cidade. As Forças Armadas da Ucrânia oferecem uma resistência digna. Os combates prosseguem nas cidades de Bucha e Vorzel, que também se encontram na região de Kyiv. O inimigo avançou em algumas direções, os combates nas ruas ainda estão em curso. As Forças Armadas ucranianas oferecem resistência. 

18 00 

Anteriormente, os kafirs russos bombardearam o departamento cirúrgico e sanitário do hospital na cidade de Zaporizhzhia como resultado do que 3 pessoas morreram. Atualmente, existem problemas graves com o abastecimento de eletricidade e aquecimento. Na região de Sumy, a aviação russa bombardeou a cidade de Ohtyrka e destruiu parcialmente a estação ferroviária. 

19:00 

W Chersoniu najeźdźcy zdobyli firmę telewizyjną i radiową „Suspilne movlennia” i przygotowują się do rozpowszechniania dezinformacji– informuje szef obwodowej administracji państwowej w obwodzie Em Kherson, os invasores capturaram a empresa de televisão e rádio ‘Suspilne movlennia’ (Conversa Pública) e preparam-se para a divulgação de notícias falsas, – informa o chefe da administração estatal distrital na região de Kherson. Planeiam espalhar a desinformação através dos canais de televisão. Agora, a região de Sumy está a ser esmagadoramente bombardeada pelas tropas russas. Em particular, não há aquecimento e eletricidade na cidade de Okhtyrka, região de Sumy. 

20.00

O inimigo destrói intencionalmente as infraestruturas da cidade de Kharkiv. A Rússia corta a eletricidade na cidade, pára o aquecimento, destrói casas – declara o presidente da câmara da cidade de Kharkiv.

21.00

A Rússia não só trava a guerra contra o povo ucraniano violando as leis internacionais, como também provoca uma crise humanitária. A crise humanitária é necessária para a continuação de entrega de ajuda humanitária em comboios e sob o pretexto dessa ajuda, a Rússia está a entregar armas. Anteriormente, esta tática foi utilizada várias vezes pela Rússia na fase inicial da guerra no território de Donbas, nos anos 2014-2015.